Vitor Hugo
Sonho mais do que o normal e acredito muito nas pessoas.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

Não Sou Eu, São Os Meus Olhos


Não sou eu quem te segue pelos sonhos
São os meus olhos ainda acordados
Não sou eu quem te deseja só de amor
São os meus olhos estão apaixonados
Não sou eu quem aos montes ri alegrias
São os meus olhos todos felizes
Não sou eu quem escreve pra voce
São os meus olhos admirados
São eles que me saltam o interior
São eles que tiram meia razão
Meus olhos são portais ao amanhecer
Abrem-se como esperança pra alma
Meus olhos são pontes ao entardecer
Abrem-se como poesias ao coração
A culpa não é sua, não mesmo
Eu só queria amar a lua aqui solitário
Eles sim são culpados por te verem linda
Conseguiram captar a luz que vem de você
Amaram o que viram, conseguiram
Não suportaram tua beleza, teu jeito
Tua forma e ser e teu branco sorriso
Até o teu jeito de andar e o teu bocejar
Mas quem sofreu fui eu e não meus olhos
Eles viram teu universo e leram teus poemas
Os teus escritos e os teus dilemas
Conseguiram de forma inefável
Fazer do meu coração um novo coração.
Agora sou eu e os meus olhos


Hugo Deff
Enviado por Hugo Deff em 24/08/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras