Vitor Hugo
Sonho mais do que o normal e acredito muito nas pessoas.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

Ah! Flores Fúnebres

   Ah! Flores fúnebres, flores fúnebres
   Orquestram-me ao som lamurioso do vento
   Uma canção febril e melancólica
   Sobre tua lápide fria, branca imóvel
   Onde somente tua doce lembrança
   Canta-me triste o teu belo nome.

   Ah! Flores fúnebres, flores fúnebres
   Eu ei de rega-las com minhas lágrimas
   Sois vós as únicas vivas deste sheol
   Onde minh'alma dilacera-se em cascatas
   Onde não mais belezas sobre o sol
  
   Ah! Flores fúnebres, flores fúnebres
   Dizei a ela do meu descontentamento
   Falai a ela do meu pranto em desalento
   Que ainda sinto o amor em cada esquina
   Que agora ando sobre a chuva fria

   Antes de vós flores fúnebres
   Despencar sobre o gélido mármore
   Tuas últimas pétalas fúnebres
   Digam pois ao meu coração partido: - Ela dorme.

  

Hugo Deff
Enviado por Hugo Deff em 11/04/2017
Alterado em 11/04/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras